Nadadora pernambucana competirá entre sábado (19) e quarta-feira (23) na sétima edição do evento, o CISM Military World Games, na cidade chinesa de Wuhan

São Paulo (SP) – O ciclo olímpico da nadadora Etiene Medeiros terá início nesta semana na Ásia. Entre sábado (19) e quarta-feira (23), a pernambucana irá competir nos Jogos Mundiais Militares de 2019 da China. Esta será a sétima edição do evento, conhecido mundialmente como CISM (Conselho Internacional de Esportes Militares) Military World Games, na cidade chinesa de Wuhan.

A nadadora irá competir em seis provas, iniciando no sábado, com duas provas: 50 m livre e 4 x 100m medley feminino. Na sequência terá os dois revezamentos, 4 x 100m livre feminino e revezamento misto a definir durante a competição, além de competir nos 100m costas ou nos 100m livre, e também no 50 m costas. As eliminatórias serão sempre iniciadas às 9h30 (horário local), ou seja, às 22h30 do dia anterior no Brasil. Já as finais serão terão início às 18h (horário local), ou seja, às 7h da manhã no Brasil.

“Estamos retomando as competições naquilo que consideramos o início do ano olímpico da Etiene Medeiros. Após o José Finkel ela teve alguns dias de férias e agora voltou aos treinamentos. Estamos em uma fase progressiva, então vai ser um primeiro laboratório para ver como ela está nesse ano olímpico”, avalia Fernando Vanzella, treinador de Etiene Medeiros.

“Ela nadará nas provas de 50 metros, nos revezamentos e aí definirá se vai nos 100m livre ou 100m costas. De qualquer forma, está chegando com pouca antecedência então veremos como ela se adapta ao fuso horário de 11 horas. Expectativas não são boas em termos de resultados, mas será importante ela sair bem nesse cenário militar e contribuir ao máximo para a seleção do Brasil”, complementa Vanzella.

Na última edição, em 2015, Etiene não apenas foi o principal destaque individual do Brasil, como também do evento, sendo a maior medalhista da edição da Coréia do Sul. Ela conquistou ao todo seis medalhas, sendo quatro de ouro e duas de prata, ajudando assim os brasileiros a ficarem em segundo lugar na classificação geral, com 84 medalhas, atrás apenas da Rússia (135 medalhas). Apesar de suas 98 medalhas, a China terminou em terceiro lugar no quadro geral porque obteve 32 de ouro – duas a menos que o Brasil.

Touca Rosa e Touca Azul – Sucesso em 2018 quando foi realizada pela primeira vez, o “Touca Rosa”, da nadadora Etiene Medeiros e seu projeto Nado Por Tudo, está com tudo em sua segunda edição. A campanha é uma alusão ao Outubro Rosa, mês da luta contra o câncer de mama e conscientização da prevenção da doença. Trata-se da maior ação sobre o tema no segmento do esporte brasileiro. Nesta temporada, tem o reforço extra do “Touca Azul”, com o nadador João Gomes Jr. como representante, em referência ao Novembro Azul, mês de combate ao câncer de próstata. Em duas semanas, 600 produtos já foram vendidos de ambas as toucas.

Mais informações:
Instagram: http://www.instagram.com/etimedeiros
Facebook: http://.www.facebook.com/etienemedeirosoficial
Twitter: www.twitter.com/etiene_medeiros
Youtube: youtube.etienemedeiros.com
Flickr: fotos.etienemedeiros.com
Site: www.etienemedeiros.com

 

 

 

 

 

Eu sou um bloco de texto. Clique no botão Editar (Lápis) para alterar o conteúdo deste elemento.